06/02/2018

Encontro Latino Americano de Enfermagem em saúde mental

O coordenador da Câmara Técnica de Educação e Pesquisa produziu

O coordenador da Câmara Técnica de Educação e Pesquisa produziu um artigo sobre os temas discutidos no 20º CBCENF.

ENCONTRO LATINO AMERICANO DE ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL

Este encontro teve Objetivo Geral: “Compartilhar ideias e experiências da Saúde Mental visando a Promoção e Proteção à Saúde Integral, com os países latino americanos, destacando as políticas, formação e boas práticas em saúde mental”, realizado na Cidade do Rio de Janeiro no período de 07 a 10 de novembro de 2017, junto ao 20º CBCENF.

 “Todo problema de saúde é também, e sempre – Mental. Toda Saúde Mental é também, e sempre – Produção de Saúde” (BRASIL, 2003).

A Enfermagem, como ciência e arte de cuidar, precisa repensar na integralidade do Cuidado. Para refletir sobre outras formas de assistir a pessoa humana e a coletividade, faz-se necessário participar de eventos científicos, rodas de conversas que revelem boas práticas em saúde mental. O Lócus de Atenção integral é aquele que abriga, acolhe e vincula todas as pessoas classificadas como “anormais”, desviantes, indesejáveis (pessoas com transtornos mentais, com deficiências, com sofrimentos psíquico e com dependências químicas). É preciso romper o estigma, desfazer o preconceito e abolir todas as formas de discriminação. Para isso, a Enfermagem necessita refazer-se, elaborar ações socioculturais de educação, reinserção social e dialogo franco e aberto com a comunidade e outros profissionais de saúde. Cada unidade de saúde e de ensino deve se tornar um espaço integrado de convivência, de arte, de criação, de pertencimento e de aprendizado. Além de integrar outros espaços públicos como museus, praças, hortas, teatros, escolas e parques para favorecer a transformação social.

 

Marttem Costa de Santana

Conselheiro Regional e coordenador da Câmara Técnica de Educação e Pesquisa

Coren-PI 78456-ENF

 

Os participantes do Encontro Latino-americano de Enfermagem em Saúde Mental do 20º CBCENF aprovaram as seguintes proposições:

 

  1. Lutar para resistir ao retrocesso da assistência à saúde mental no Brasil e na América Latina;
  2. Fortalecer o movimento da Reforma psiquiátrica com a inserção de novos saberes e novas práticas;
  3. Promover a inclusão da pessoa com transtorno mental;
  4. Estimular o uso de práticas reabilitadoras visando a reconstrução da cidadania das pessoas com transtorno mental;
  5. Buscar garantir a autonomia e o reconhecimento pela sociedade, às pessoas com transtorno mental, enquanto cidadãos de direitos;
  6. Apoiar as ações para ampliação dos dispositivos substitutivos e de inclusão no território onde se dá o atendimento de saúde mental;
  7. Ampliar a discussão para reduzir o preconceito, exclusão, estigma, discriminação e violência contra o ser humano em sofrimento psíquico;
  8. Criar a Rede Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem e países da América latina de Enfermagem em Saúde Mental;
  9. Estabelecer parcerias e pactuação com as instituições de ensino para garantir formação adequada na assistência à pessoa em sofrimento psíquico;
  10. Sugerir a elaboração de termos a serem firmados entre a Instituição/Unidade de Saúde e Instituições de Ensino para garantir o cuidado da saúde mental de estudantes e profissionais de Enfermagem.
  11. Garantir o 2º Encontro Latino americano de Enfermagem em Saúde Mental.

 

Rio de Janeiro, 09 de novembro de 2017.

 

Fonte: Ascom – Cofen

 




  • BannerLateral30horas-207x114
  • BannerLateralSaudeEvidencias-207x114
  • e-dimensionamento-207x117