24/10/2018

Em reunião com a superintendência do HU, COREN/PI discute relatório gerado após denúncias recebidas

Atuar na normatização, na fiscalização do exercício profissional, na defesa

Atuar na normatização, na fiscalização do exercício profissional, na defesa e autonomia da enfermagem e em benefício da sociedade consiste na missão do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (COREN/PI), que tem como uma de suas atividades principais, disciplinar e fiscalizar o exercício profissional, observando as diretrizes gerais do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN).

Em virtude dessa atividade, o COREN/PI esteve, na tarde da última terça-feira (23), reunido com o superintendente do Hospital Universitário (HU), com a chefe da Divisão de Enfermagem e com demais responsáveis pelo funcionamento do hospital, buscando discutir um relatório apresentado pelo conselho a superintendência.

O relatório é fruto de uma fiscalização realizada nos dias 03 e 11 de julho, após uma série de denúncias recebidas por parte dos profissionais de enfermagem que argumentavam sobrecargas de trabalho, falta de insumos, medicamentos e equipamentos de proteção individual e ausência de profissionais em setores prioritários do hospital em determinados horários de trabalho.

Os resultados obtidos e descritos no relatório foram explanados pela presidente do COREN/PI, Tatiana Guimarães, que afirmou que o objetivo da reunião é alinhar, junto a superintendência do hospital, os pontos principais encontrados durante a fiscalização do conselho.

“Nossa intenção é alinhar esses pontos e hoje viemos aqui ouvir o que a superintendência e a chefe de Divisão tem a nos dizer sobre as pautas abordadas no relatório apresentado. Recebemos algumas denúncias e pudemos comprovar, mediante a fiscalização, que muitos casos eram verídicos”, disse Tatiana Guimarães.

O superintendente do Hospital Universitário, Dr. José Miguel, contestou parte das denúncias recebidas pelo COREN, afirmando que algumas situações descritas são irreais e que o hospital conta com um quadro relativamente grande de enfermeiros, além de insumos, medicamentos e equipamentos suficientes para ajudar no abastecimento de outros hospitais. Segundo ele, “nós averiguaremos esses casos e iremos analisar o relatório com o objetivo de fazer uma resposta formal ao que nos foi apresentado”, falou.

A Chefe de Divisão do Departamento de Enfermagem do HU, Samila Gomes, explicou alguns dos pontos discutidos. Um deles foi a questão da ausência de enfermeiros. Segundo ela, a ausência de enfermeiros citada no relatório não é bem uma ausência, visto que os setores de enfermagem não ficam desassistidos ou sem supervisão. 

O relatório enviado a superintendência do HU data do dia 09 de outubro e esta tem o prazo de 30 dias para se manifestar. O COREN/PI fica no aguardo de uma reposta formal para, posterior a isso, tomar as devidas medidas cabíveis.

 




  • BannerLateral30horas-207x114
  • BannerLateralSaudeEvidencias-207x114
  • e-dimensionamento-207x117