02/02/2018

Conselho denuncia no Ministério Público estrutura inadequada para atendimento em Hospital do Estado

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI), por meio

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI), por meio da sua presidente, Tatiana Melo, e do assessor jurídico, Alberto Nunes, estiveram reunidos com a promotora Karla Daniela Furtado, Coordenadora do Centro de apoio da saúde, para tratar sobre a atuação dos profissionais de Enfermagem no setor infantil do Hospital Infantil Lucídio Portela.

“Buscamos junto ao Ministério Público que os profissionais tenham condições adequadas de trabalho e que os pacientes tenham atendimento adequado. Nesse caso específico, as crianças que precisam de cuidados especiais estão sendo colocadas nas enfermarias, onde tem muita coisa improvisada. Não atende o que rege a legislação”, explicou Tatiana Melo.

Além disso, o Coren-PI recebeu denúncias de assédio. “Além de termos o desgaste dos profissionais com condições que não são adequadas, ainda temos os casos de assédio. O Conselho já está tomando as medidas cabíveis, como processos administrativos e éticos. Estamos acompanhando essa situação e de outros hospitais também”, ressaltou a presidente do Conselho.

Ao final, a promotora informou as medidas que serão tomadas pelo Ministério Público e, com os representes do Coren, agendou audiência para tratar sobre essa situação com os representantes do Conselho e do Hospital.

 

 




  • BannerLateral30horas-207x114
  • BannerLateralSaudeEvidencias-207x114
  • e-dimensionamento-207x117